Pombo Correio

Gostava de ter um pombo
Que fosse um pombo correio
Forte, valente
Com asas grandes e mágicas
Para voar sem parar
Vencendo a chuva e o vento
Qualquer outra tempestade
E ir subindo subindo
E às portas do céu chegar
E por sua valentia
O meu correio entregar.
A minha carta é tão linda!
Fala de um grande amor
De um esposo enamorado
Fala de muita harmonia
E muita felicidade
Fala de recordações
E de muitas emoções
Que faz chorar corações
Que recordam e que sentem
Tantas e tandas saudades.

Maria do Céu

Anúncios

Amor

O amor é um sentimento
Maravilhoso e profundo
Ajuda-nos a viver, até mesmo perdoar
As injustiças do mundo

O amor é muito doce
Saber amar só doçura
Mas por vezes também traz
Desgostos e amargura

O amor ninguém sabe de onde vem
Ele nasce, ele cresce sem dizer nada a ninguém
Gosto de falar de amor
Sinto-o em meu coração
São saudades e são lágrimas
De tanta recordação

O amor é muito belo
Mas tem que ser bem cuidado
Para ir sempre crescendo
Para que nunca se acabe

Maria do Céu

Lembranças da Minha Terra

Nascia o sol era verão
Eu eu ficava parada deslumbrada
Junto à igreja e ao mar
Olhando embevecida
Aquela grande baía
Aquela zona sem par.
Como é grande a natureza
Dando assim tanta beleza
Pura, simples e real
O sol, a bola de fogo
Calmos, muito devagar
Ia subindo, subindo
Deixando seus reflexos
Por tudo quando era mar.
Praias lindas, concorridas
Com os banhistas ao sol
As conchinhas e os búzios
E o seu lindo farol
Os caranguejos bonitos
E as tartarugas andando
A passo de caracol.
Mais abaixo a fortaleza Para lembrar o passado
As avenidas bem largas
E os jardins cuidados
Casas lindas e modernas
Pintadas com muito gosto
E o friozinho que fazia
Em pleno mês de Agosto.
Moçâmedes, a minha terra natal
De grandes recordações
Amada por tanta gente
Maltratada e destruída
Por ganância e ambições.

Maria do Céu